Encontre-se

05 fevereiro

Encontre-se



A vida é um grande turbilhão, emoções, voltas e viradas... 
São tantas coisas, tantos pensamentos que metade se perde na cabeça, tamanha movimentação. Essas coisas passam meio que despercebidas, as vezes a correria é tanta que a gente se perde, dentro de nós mesmos. Sim! As vezes a gente passa tanto tempo envolvido com rotinas e tão no "modo automático" que esquecemos até mesmo de quem somos, nossas vontades são esquecidas, nossas personalidades sufocadas e ai um belo dia nos olhamos no espelho e pensamos. "Putz quem é essa ai?" Dai aparece aquela vontade imensa de se encontrar, de achar a nossa referência de achar nós mesmos, dentro daquele amontoado de tralha... Como diria um amigo meu... "Você tem arrumado seu guarda-roupa?" Justamente... Nós não nos achamos, e ai vem o desespero, o desanimo e a tristeza... Quando você começa a se enxergar de novo, começa a notar todas as coisas que faltam, todas as promessas, todas as palavras e percebe que a vida que era tão boa de repente é tão incompleta e fútil, que ao final dos seus dias nada de realmente produtivo aconteceu, que você não chorou o suficiente, não amou o suficiente, não fez besteiras, não se arrependeu, não se alegrou como gostaria, nem realizou sonhos, que você se sufocou com pessoas, falando que você não era capaz e que isso te abalou tanto que você não foi capaz nem de provar pra si mesmo que isso não era verdade!
Você começa a perceber todas as "mentirinhas" que contou pra você mesmo para tentar fazer seus dias menos pobres, menos vazios, mas eles foram vazios mesmo assim, e você se lembra de coisas bobas de quando era criança e de como ser adulto parecia legal, e chora de saudades, de tudo que passou, de momentos pequenos, de pequenos traços daquilo que você era. Começa a lembrar de como enfrentava tudo aos 15 anos, de como queria saber tudo e o hoje não se digna pesquisar sobre as coisas que rolam por ai. Como a gente  poderia ser feliz se fosse mais humano, se fosse menos perfeccionista se parasse de acreditar que o mundo precisa de gente extremamente competente e não se toca que competência é fazer as coisa da melhor forma possível e que de nada importa ser um profissional se você é vazio por dentro, se você está seco e faminto de vida.
Não importa se você cai, o que importa mesmo é a garra com a qual levanta e quantas vezes você é capaz de fazer isso. Não importa se na sua vida você se perdeu na multidão, na muvuca e sim se você ainda é capaz de se encontrar, reviver o passado é bom, entristece, faz você voltar as suas origens, mas o foco tem que ser o hoje e o amanhã... Que ontem seja apenas uma referência, que sirva de consulta, que seja seu porto pra quando voltar a si mesmo.
Que cada dia seja uma renovação, acorde pela manhã e tente fazer diferente, troque de caminho, pegue uma rua diferente, faça uma parada inusitada, compre um lanche, tome um suco, pare para respirar, encontre-se todos os dias, tire um tempo para sim mesmo você merece isso! Merece ser feliz! Merece ser VOCÊ, pois você é único, e só há um de você neste mundo! Faça as pessoas conhecerem a pessoa que você realmente é e viva intensamente isso.

Enfim Curta-se, e seja feliz!



Você pode Gostar Também

8 comentários

  1. "Que ontem seja apenas uma referência, que sirva de consulta, que seja seu porto pra quando voltar a si mesmo."

    Engraçado é que pensando em como às vezes a gente se perde do caminho saiu o pequeno conto Um estranho na rua. A gente um dia para e se dá conta de que não está produtivo, eficiente. Passamos tanto tempo pensando no lado "maquinário" da coisa que esquecemos o essencial: a própria felicidade. Um vento no rosto, um sorriso de um bebê e o café estar pronto no exato momento em que você ia tomar são coisas simples, por vezes que preferimos deixar de lado. E esquecemos que são essas coisas que nos puxam de voltam quando de repente a gente já se perdeu.

    Ótimo texto! Parei pra refletir em várias coisas aqui.
    Seguindo aqui. Ah! Sou lá do Café com Blog. Só enrolei demais pra visitar todo mundo.

    Com carinho,
    Conto Paulistano.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Que bom que gostou do meu cantinho! Amo escrever e amo essas reflexões sobre a vida! Que bom que o texto te fez refletir, acho muito legal ter esse feedback de quem lê!

      Bjs!!!

      Excluir
  2. Uma ótima reflexão, texto maravilhoso, parabéns. Beijos no coração.

    ResponderExcluir
  3. É quando nos perdemos que encontramos a sabedoria de vida necessária para crescer

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pura verdade, só resolvemos nos procurar quando estamos perdidos!

      Excluir
  4. Perfeito! E como fiz o poeta: "Pra se encontrar é preciso se perder as vezes." É necessários que hajam essasbperdas, essas confusões internas pra nos lembrar sempre de quem realmente somos, de todos os nossos sonhos, planos e objetivos que o dia a dia pesado nos faz deixar pra tras. Ótimo texto!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre bom ter esse tipo de "crise" nos eleva de uma forma maravilhosa ;)

      Excluir

Agradeço sua visita! Já que parou alguns minutos para ler esta postagem, deixe um comentário para que eu saiba o que você achou.

Por favor, não faça spam nem comentários agressivos e grosseiros, este lugar foi criado com o intuito de trazer coisas boas para o mundo, se não gostou do conteúdo não ofenda.