O presente do melhor amigo

01 março

O presente do melhor amigo


Quando a gente nasce, acho que uma estrelinha brilha lá no céu, e te segue por toda a sua vida, cuidando de você e fazendo o mundo parecer um lugar maravilhoso de se viver. O que quase ninguém sabe, é que, as vezes, a estrela vem para a terra para cuidar de você mais de pertinho...

Era o primeiro dia de aula na 3ª série, eu estava nervosa, meus pais tinham acabado de se mudar para aquela cidade, e eu não conhecia ninguém na escola nova. Eu cheguei na sala meio amuada, que nem um bichinho assustado e me sentei em um cantinho, no qual achei que ninguém me notaria, mas a Srta, Jones me chamou e me apresentou para a classe:

- Esta é Bianca, sua nova coleguinha. - disse animadamente, a todos aqueles rostos desinteressados. Senti o rosto em fogo, de tanta vergonha, mas fazer o que não é mesmo?

Depois disso, eu sei que a turma inteira resolveu me ignorar, no fundo isso foi bom, eu não queria ser vista mesmo. 
Após quase uma semana eu o conheci, ele era um menino de cabelo escuro, tinha os olhos cor de mel e usava uma camiseta verde com uma estampa do Hulk, estava sentado em um dos balanços do parquinho, seus olhos estavam avermelhados e inchados, como se tivesse chorado recentemente.
Cheguei perto e perguntei, porque ele parecia tão triste, ele me respondeu o seguinte:

- As crianças estavam zombando da minha mãe, porque ela não tem cabelos... - ele realmente estava chateado - ela tem uma doença e seus cabelos não crescem, por isso ela é careca, mas eles são muito cruéis.

Eu o entendi, sabia como as crianças podiam ser cruéis.
Eu perguntei então, se podia sentar perto dele e ele disse que sim, então sentei e começamos a conversar, o nome dele era Nicolas e ele era muito legal.
Depois daquele dia, a gente sempre ficava um tempão conversando, sempre nos demos bem e ele sempre estava comigo, com o passar do tempo conheci a família dele e ele a minha, nos tornamos grandes amigos, sempre juntos, inseparáveis.
Acho que um logo tempo se passou, uns 20 anos se eu não me enganei com as contas, depois de um tempo, parei de contar na verdade.
Sexta é aniversário dele e eu preciso comprar um presente, mas sempre fico em dúvida, o que dar a um nerd cheio de manias, que já tem de tudo? Camisetas, canecas e objetos decorativos é o que não faltam, ele coleciona muitas coisas, então eu sempre sofro pra achar algo novo que ele ainda não viu.
Andei meio shopping e não achei nada, até que eu olhei uma vitrine e encontrei o presente perfeito, entrei e comprei de impulso, mas deixei para embrulhar em casa. 
Peguei a caixinha e pensei um pouco, era muito legal, mas na hora eu não tinha entendido o significado. Ele poderia bem interpretar errado...
Depois de alguns minutos, eu percebi que, na verdade, eu queria que ele entendesse assim, seria legal e, bem, seria uma coisa natural, caso ele não entendesse desse modo, também não seria um problema. 
Com a questão resolvida, embrulhei o presente e esperei o aniversário dele chegar.
Ele sempre fazia um bolo e nós sempre saíamos pra comer pizza, era a nossa tradição de aniversário.
Depois que comemos a nossa pizza, resolvemos caminhar, a pizzaria ficava perto de uma praça bem bacana e fomos para lá. 
Finalmente achei que era hora de entregar o presente. 
Ele abriu um largo sorriso ao pegar a caixinha, e começou a abrir, estávamos sentados em um banquinho longe de tudo, quando ele finalmente chegou ao presente, parou como se algo o tivesse atingido em cheio, meio boquiaberto olhou para mim e disse:
- Bia, eu... Acho que não entendi bem... - baixou os olhos embaraçado, ele sempre ficava muito engraçado quando estava sem graça.
- Acho que entendeu sim Nick, só não quer acreditar. - disse sorrindo para ele.
Ele olhou a para o presente de novo, um par de colares da princesa Leia e do Han Solo com a sua frase mais famosa.
- Eu te amo Nick. - Disse recitando a frase escrita no colar.
- Eu sei - respondeu ele - Agora eu sei Bia... - disse quase em um sussurro,
Nos olhamos longamente e nos beijamos.
Ali começou a nova fase das nossas vidas, namorados/melhores amigos e só posso dizer uma coisa, nunca me arrependi desse presente!



Você pode Gostar Também

10 comentários

  1. aiiiiiiiiiiiiiiiiiiii q fofissssssssssss Lilaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  2. Que coisa mais bonitinha foi essa referência! Acho que realmente ela escolheu o melhor presente para se declarar para um nerd.

    Blog Profano Feminino

    ResponderExcluir
  3. Acho que sou uma pessoa suspeita pra falar porque, pra mim, todos seus textos ficam excelentes! Eu leio sempre de modo leve e gostoso (e tem aqueles que me fazem chorar) mas acho lindo sempre! Deu vontadinha de abraçar eles no final, pode?! Beijos minha linda!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dá né? É fofinho demais! kkkkkkk Que bom que gosta dos textos *-* bjus procê sua linda!

      Excluir
  4. Nossa, o texto está lindo! Parabéns pela escrita. Gostei bastante. Um abraço e até mais!

    ResponderExcluir
  5. Que história mais amorzinhoooooo!
    Imaginei todas as cenas acontecendo hahahaha
    Será que quando você pensou na história era outono? Não sei porquê, mas na minha imaginação parecia um fim de tarde laranjado, com folhas de sicômoro por toda parte. Aaaaah ♥

    www.ultimobiscoito.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, não pensei na estação não, mas eu achei que a sua interpretação combinou perfeitamente com a história! *-*

      Excluir

Agradeço sua visita! Já que parou alguns minutos para ler esta postagem, deixe um comentário para que eu saiba o que você achou.

Por favor, não faça spam nem comentários agressivos e grosseiros, este lugar foi criado com o intuito de trazer coisas boas para o mundo, se não gostou do conteúdo não ofenda.